'body-fauxcolumns'>

Governo da Bahia

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

GONGOGI: BUMBA MEU BOI EMOCIONA OS MORADORES NO RESGATE DA CULTURA POPULAR

Foto: Ailton Soares
Entoando a canção de Luiz Gonzaga, os cantadores caminham pelas ruas da cidade de Gongogi com o bumba meu boi, alegrando a população: "Êi boi, êi boi / Ê boi de mangangá / Quem não tem chuculatêra / Não toma café nem chá".
 
As ruas de Gongogi foram movimentadas com alegria durante o período natalino prestigiando o resgate da cultura com o bumba-meu-boi nas ruas. As famílias aguardavam ansiosas nas portas de suas casas quando, de repente, aparece a figura da Catirina pedindo: "Vambora botar o boi pra dançar aqui. Pode dar quarquer coisa" e, surpreendentemente, surge uma banda de percussão coordenada por Manoel do Bar e Jó de Nailza acompanhando uma armação de madeira com fitas coloridas em forma de um grande touro, que num passo de samba saúda os moradores e brinca com os vaqueiros e se retira com a toada de despedida. "O municipio inteiro já tem conhecimento do bumba-meu-boi, se alegra com a brincadeira, por isso vamos passar com o boi em todas a ruas", diz Tinho de d. Isabel, um dos coordenadores do projeto.
Durante todos os dias, o brilho nos olhos das pessoas emocionadas com as lembranças de sua infância, a surpresa das crianças dessa nova geração, o sorriso, as lágrimas, os aplausos registraram o resgate da manifestação popular.
Para os assessores de projeto do Ponto de Cultura Eu Quero Ler, da ACAPEB, Juciara Perminio e Eudes Siqueira, mestrandos em relações étnicas culturais pela UESB, a manifestação do bumba-meu-boi é o resgate de um dos elementos da cultura ancestral que ajuda na auto-afirmação da própria identidade.

"Os coordenadores Tinho de d.Isabel e Nego Jão lançaram a semente e nós iremos continuar com as manifestações todos os anos. Sairemos em 30 de junho, dia do bumba meu boi, no folclore, comemorado no dia 22 de agosto e tradicionalmente no período natalino até o dia de reis", diz Caramelo, atual conselheiro do Ponto de Cultura ACAPEB.
A iniciativa é do Ponto de Cultura Eu quero Ler, da ACAPEB, que reúne os vários segmentos sociais da cultura popular fazendo uma homenagem aos sambadores e cantadores Julio Goga, D. Baronesa e Miro, que contribuíram anonimamente com o desenvolvimento cultural do município.
O encerramento será no dia 02 de janeiro de 2016, em frente a sede da ACAPEB. (PORTAL GONGOGI)


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Envie suas sugestões, críticas e denúncias.

Mais Notícias