'body-fauxcolumns'>

Governo da Bahia

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

BRASIL: Carteira Nacional de Habilitação terá versão digital com valor jurídico

A carteira de motorista vai ganhar uma versão digital com o mesmo valor jurídico da CNH impressa. Documento eletrônico entra em vigor no país em fevereiro de 2018. Detran de cada estado vai decidir qual será o valor da carteira digital. 

Todo motorista sabe que para dirigir é preciso estar com a carteira de habilitação, mas muita gente já esqueceu o documento antes de sair de casa.
“Aí tem que voltar”, diz um motorista.
“Foi bem tenso. Tive que voltar para pegar”, lembra outro motorista.
Dirigir sem habilitação dá multa de R$ 88 e três pontos na carteira. Mas a partir de fevereiro de 2018, o motorista vai poder levar a CNH de outra forma. É quando entrará em vigor em todo o país a Carteira Nacional de Habilitação eletrônica, em um aplicativo de celular e com o mesmo valor jurídico da versão impressa.
“O celular, a gente queira ou não, vai estar sempre com a gente, é muito mais fácil de não esquecer”, diz o analista de sistemas Kelvin Santos.
O aplicativo dá acesso à frente da carteira com a foto do motorista; ao verso, com a assinatura e data de emissão; e a uma tela com um QR-Code, que será usado pelo guarda de trânsito para conferir a autenticidade do documento.
O motorista só precisa de internet no primeiro acesso, depois disso a carteira fica salva no celular. Só poderá ter a CNH no celular quem já tem a versão impressa mais moderna, que já vem com QR-Code
Detran de cada estado ainda vai definir se a carteira eletrônica será cobrada e qual o valor.
O ministro das Cidades diz que a habilitação de papel, por enquanto, não vai deixar de existir. “A carteira de habilitação impressa continua valendo, mas a tendência é que cada vez mais se opte pela carteira digital, que é muito mais prática a sua portabilidade”, disse o ministro Bruno Araújo.
Segundo o governo, o sistema de carteira digital é totalmente seguro. O documento será criptografado. O estado de Goiás será o primeiro a usar o sistema, como teste, a partir de 30 de setembro. (g1)

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Envie suas sugestões, críticas e denúncias.

Mais Notícias