'body-fauxcolumns'>

Governo da Bahia

terça-feira, 1 de agosto de 2017

GONGOGI: DENUNCIA URGENTE: Aumento da tarifa da água revolta população

Foto: cedida ao portal via Zap
A população de Gongogi, no sul da Bahia, reagiu ao aumento injustificado da tarifa da embasa.  Na tarde de hoje (01/08), dezenas de pessoas tomaram às ruas da cidade e se dirigiram ao escritório da Embasa pronunciando palavras de ordem em favor da redução do arrocho tarifário que recai sobre as contas de água.

Com a alteração, o consumidor residencial que pagava uma taxa mínima de R$ 25,30 pelo consumo de até 10 metros cúbicos de água, passou a pagar R$ 27,50, mas por um consumo de apenas 6 metros cúbicos. Se passar desse volume vai pagar um adicional que varia de R$ 1,09 a R$ 14,95 por cada metro cúbico de água consumido.

O reajuste que iniciou em junho deste ano chega a quase 9% na conta de água e foi autorizado pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (AGERSA) que a Embasa também diminuísse a quantidade de água que o consumidor pode pagar a tarifa minima.

Reunião de Articulação do movimento
Segundo Flávio Pé de Qboa, um dos organizadores do movimento, o povo vai estar de vigília e não vai se calar diante de tal barbaridade, "pois este é um momento de todo mundo estar unido porque só na união que somos fortes e venceremos", disse o jovem articulador.

O presidente da ASPG - SINDICATO (Sindicato do Servidores Públicos de Gongogi), Jones Santos, foi taxativo em sua fala trazendo elementos que provam a impossibilidade das famílias cumprirem a meta de consumo estabelecida pela Agersa e tal aumento é um desrespeito a classe trabalhadora.

Populares ainda criticam o governo do município Edvaldo dos Santos (Kaçulo) e a Câmara de Vereadores pela omissão alegando que todos eles ficam caladinhos como se esse aumento fosse uma coisa normal, pois apenas o vereador Adriano Mendonça compareceu ao evento.

Os organizadores do movimento entregaram ao Gerente da empresa um documento acompanhado de fotos, áudios e vídeos para as devidas providências junto aos órgãos competentes e aguardam uma solução ainda neste mês de agosto. (PORTAL GONGOGI)


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Envie suas sugestões, críticas e denúncias.

Mais Notícias