'body-fauxcolumns'>

Governo da Bahia

terça-feira, 5 de setembro de 2017

GONGOGI: Prefeito Kaçulo pede que os aliados escolham Deus ou o diabo.

Foto: Arquivo (Ubaitaba Urgente)
"Aliados ou falsos aliados procurem saber o rumo político correto da política e procure acender uma vela ou pra Deus ou pra o diabo, porque se for pra acender duas velas vai ficar difícil", desabafa o executivo de Gongogi.

No apagar das luzes do mês do folclore, o prefeito de Gongogi, Edvaldo dos Santos (PR), o Kaçulo, resolveu tornar público as suas insatisfações aos aliados políticos e, em entrevista, ao radialista Amarelino, na Rádio Fm Ubatã, desabafou numa explosão de ressentimentos que até o momento estava adormecido nos bastidores.

O executivo envolvido por uma forte emoção chamou alguns correligionários de falsos aliados e deu uma alternância na escolha entre o divino e o satã. A coisa ficou tão séria que imbuído de mágoas, Kaçulo chegou a acusar os vereadores pelo insucesso do seu governo, deixando claro que apenas um dos nove vereadores não lhe faz pedidos.

Nos últimos meses, o governo de Kaçulo está sendo alvo de críticas populares nas redes sociais e nos quatro cantos da cidade, e estar na iminência de uma instabilidade, e entre altos e baixos, o prefeito tenta a todo custo reduzir a folha de pagamento para não ultrapassar o limite prudencial. Mas, ainda existe uma dificuldade, porque a folha do mês de dezembro quase atingiu UM MILHÃO DE REAIS, mais precisamente R$ 970.393,91.

O Portal Gongogi procurará o prefeito e vereadores para que sejam esclarecidas as acusações de pedidos que envolve o Legislativo Municipal.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Envie suas sugestões, críticas e denúncias.

Mais Notícias