'body-fauxcolumns'>

Governo da Bahia

sábado, 6 de outubro de 2018

OUÇAM O ÁUDIO: GONGOGI: Sem salários, servidores públicos pagam juros altos e ameçam parar serviços.

Prefeito mantém funcionários sem receber por dois meses (Foto: Divulgação)
O prefeito de Gongogi, Edvaldo dos Santos, o Kaçulo (PR), decidiu atrapalhar a vida econômica dos funcionários públicos do município neste 2º semestre, chegando atrasar dois meses de salário a alguns servidores.

De acordo com a APLB, a perversidade do prefeito Kaçulo em não pagar os salários devidos estar trazendo sérias consequências, sobretudo psicológica aos servidores e servidoras. “Eu estou com a mão na cabeça porque minhas contas estão todas atrasadas e não tenho condições de pagar o cartão de credito, os comerciantes já disseram que vai parar de vender fiado para funcionário da prefeitura e, se isso acontecer, não sabemos o que fazer. Mas, tenho fé que Deus vai nos dar forças para vencer”, disse uma servidora ao Portal Gongogi.

A APLB Sindicato, após uma reunião da comissão em Gongogi, decidiram convocar uma assembleia na manhã desta segunda (08), para deliberar sobre a paralização dos profissionais da educação devido a falta de pagamento do mês de setembro de 2018. “É realmente muito triste uma situação dessa, ter de brigar para receber nosso dinheiro suado e trabalhador, sendo que o dinheiro do FUNDEB já depositado nos cofres da prefeitura”, diz a nota pública da Comissão circulado nas redes sociais.

Funcionários de diversos setores da administração pública, a exemplo de pedreiro, garis, dentre outros, disseram que, diferente do setor da educação, estão com dois meses em atraso e ainda foram ameaçados para votar nos candidatos a deputados apoiados pelo prefeito. Alguns vereadores manifestaram sua indignação ao executivo municipal e disseram que essa gestão é contumaz nessa pratica de atraso de salários, inclusive forneceu cópia de um áudio que circula nas redes sociais com declarações de Rogério Almeida, controlador interno da prefeitura.

No áudio atribuído ao controlador existe uma declaração que o salário é atrasado para que os servidores não gastem o dinheiro no final de semana. “se eu pagar agora, o servidor segunda-feira vai tem gente que vai estar até sem dinheiro, sem até dinheiro pra fazer feira. Então vou segurar deixar esse povo passar como pode...” Segundo, alguns vereadores, Rogério Almeida tem um a grande influencia no setor de finanças da prefeitura.

A nossa redação tentou contato com alguns secretários municipais e não teve êxito. (Portal Gongogi)

Ouça o audio: (Se você estiver navegando no smartphone, aguarde o audio carregar e clique em "ouvir no navegador"

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Envie suas sugestões, críticas e denúncias.

Mais Notícias